Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/04/19 às 11h31 - Atualizado em 26/04/19 às 11h34

Levantamento da Secretaria de Obras elenca prioridades para o GDF

COMPARTILHAR

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, teve acesso, nesta quinta-feira (25), à versão preliminar do estudo que vai definir os projetos de obras estruturantes e de manutenção mais importantes para o GDF. O objetivo é adequar as ações aos recursos, levando em conta a proposta de recuperar o Distrito Federal.

 

 “A ideia é fazer um trabalho integrado com todas as secretarias, para que a gente consiga priorizar o que é necessário para a cidade e otimizar a destinação dos recursos”, resume o secretário de Obras e Infraestrutura do DF, Izidio Santos Junior. Foram pesquisadas 990 obras e serviços sob cuidados do GDF, em áreas como mobilidade, saúde e educação, que foram classificadas de acordo com a situação.

 

Segundo Izidio, o levantamento pode ser entendido com um planejamento estratégico, de longo prazo e não imediatista. “Queremos dar um caráter diferente. Chega de apagar incêndio. Não é uma gestão apenas para este governo. É uma gestão de Estado. A gente passa, outras pessoas chegam e é importante que o trabalho não se perca”, ressalta.

 

Projetos

 

Ao tomar conhecimento do estudo, o governador Ibaneis determinou que a Secretaria de Fazenda faça uma avaliação dos projetos que podem ser iniciados. “Precisamos fazer dessa cidade um canteiro de obras”, declarou. “Tenho pressa e a cidade também. Essas obras precisam ser iniciadas para termos mais empregos e melhorar a vida das pessoas.”

 

O secretário de Fazenda do DF, André Clemente, esclarece que infraestrutura é uma das principais preocupações do governo Ibaneis, o que demanda a necessidade de ampliar a atuação em áreas como mobilidade, saúde e educação, a fim de atender as necessidades da população.

André reconhece que os recursos do Orçamento são escassos e que é preciso fazer uma captação para financiar toda essa atividade.

 

“É isso que o governador Ibaneis vem fazendo junto a organismos internacionais e instituições financeiras: buscar financiadores e fundos de investimento para viabilizar essa infraestrutura para o DF”, explica. Ele lembra que os segmentos de obras e de construção civil precisam ser estimulados, por serem grandes fontes de geração de emprego.

 

Ações

 

De acordo com o secretário-executivo do Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do DF (CPPGG/DF), José Humberto Pires, que contribuiu para compilação dos dados, o levantamento traz não apenas projetos estruturantes, mas também ações em praças, calçadas, pontos de iluminação e outras intervenções viárias para destravar a cidade.

 

O estudo, complementa José Humberto, contempla ainda os serviços de manutenção, construção, equipamentos, além da urbanização em áreas de regularização, como Vicente Pires, Sol Nascente e Pôr do Sol.

 

O próximo passo será aprofundar os estudos com as áreas específicas (secretarias de Estado e empresas do governo), para que cada uma possa analisar o levantamento, validar e definir o que é prioridade. Conforme determinação do governador Ibaneis Rocha, esses estudos avaliarão a compatibilidade com o orçamento

 

Texto: Agência Brasília